Um grupo de amigos que adora falar sobre jogos, filmes, seriados e outras coisas geek.

CCXP 2018, a experiência

CCXP 2018, a experiência

Fomos mais uma vez para a CCXP, nossa terceira, e imagino que muitos devem se perguntar se vale mesmo a pena voltar ao mesmo evento anualmente. Obviamente que para nós vale, é uma ótima oportunidade de publicar conteúdo com um bom potencial de divulgação, mas, não é só isso. A CCXP é uma criação incrível do Omelete, um evento que alcançou uma proporção que lhe permite atrair muitos famosos, então por mais que os problemas de organização existam e devam ser criticados não deixa de ser bom reconhecer que temos aqui no nosso país uma das maiores e melhores edições da Comic Con. 

Por isso temos a cada ano convidados ainda mais famosos que o anterior, o que inclui desenhistas e escritores que constituem a razão para o nome do evento. Esse ano tivemos o John Romita Jr, Mike Deodato, e muitos outros nomes conhecidos. Mas para mim a alma e o coração da CCXP nem são as grandes celebridades dos filmes e seriados geek ou mesmo os quadrinistas super famosos, e sim aqueles vários talentos que encontramos na artist valley que exibem desenhos incríveis com seus traços muito originais, e ficam tão felizes em vender e assinar a sua obra quanto nós em compra-la. E claro, os muitos cosplayers que estão ali curtindo entrar um pouco na pele de um personagem querido, e ajudando a tornar aquele espaço um lugar bem diferente do cinza ao qual estamos acostumados no nosso dia a dia. 

Torço para que esse sucesso promova o surgimento de outros eventos rivais, que talvez não contem com a presença do Tom Holland, mas podem sem um dispêndio colossal realizar esse encontro entre fãs e artistas em outras cidades, e com preços mais acessíveis para os nerds e geeks com um orçamento mais limitado. Se de certo modo conseguimos isso com os eventos de anime então pode ser que o mesmo ocorra com as Hqs. 

 


Leave a Reply

Your email address will not be published.